Como Funciona um Relógio Mecânico?



Postado em 12-03-2017 22:51

Como é o funcionamento do relógio mecânico?

O relógio mecânico tem como característica o uso de uma corda que é responsável por gerar uma energia motriz. As engrenagens, por sua vez, transportam essa energia e é um elemento que serve para controlar a passagem do tempo. Todo relógio mecânico que é de pulso compartilha os mesmos elementos básicos.

O primeiro desses elementos do relógio mecânico é a corda. O segundo é o trem de engrenagens. No linguajar técnico, a nomenclatura que dada ao trem de engrenagens são as engrenagens de rodas.

O terceiro e último elemento considerado básico é o escapamento: esse órgão é regulador, aquele que marca o tempo de maneira efetiva. O escapamento é a parte do relógio mecânico que tem maior precisão, maior complexidade e, ainda, é uma parte extremamente delicada.

Dentro das categorias de relógios mecânicos, há dois modelos de relógios mecânicos de pulso: o relógio a corda manual e o automático, também chamado de corda automática.

Relógio a Corda: Como funciona?

O relógio mecânico de corda manual é muito conhecido, pois é aquele modelo que as pessoas precisam dar corda de maneira periódica para que eles permaneçam funcionando.

Já o relógio mecânico automático, por sua vez, a corda é dada de maneira automática com o movimento do pulso, devido a um sistema que se vale de um peso que recebe o nome de massa oscilante ou rotor.

Funcionamento do relógioFuncionamento do relógioFuncionamento do relógio

A platina é o chassi principal do relógio mecânico. Ela é composta por uma placa que recebe o nome de platina e de pontes onde estão incluídas várias engrenagens. A platina mais os elementos móveis é que foram o movimento do relógio mecânico.

A corda do relógio mecânico contém uma mola em espiral em torno de um eixo, que, quando está enrolada, armazena a energia que tentará para liberar e retornar à forma original, devido a sua característica elástica do material com que é fabricada e, ainda, por um tambor que faz com que essa conversão da energia seja alterada para rotação. O eixo no centro do tambor recebe o nome de árvore.

O tambor é mais uma peça do relógio mecânico e que contém uma mola de corda. A extremidade da mola fica presa na parede interna do tambor e a outra extremidade que é fixada na árvore. Ao dar corda no relógio mecânico, a mola se enrola ainda mais e isso gera uma tensão cuja liberação é exatamente a energia motriz do relógio mecânico.

No relógio mecânico manual, a mola é fixada na parede do tambor e tem um ponto final onde a corda fique em sua tensão máxima.

Nos relógios mecânicos automáticos, a ação de recarga é continuativa e isso é feito por meio do movimento do pulso, a corda não deverá ser fixa ao tambor, porém ela deve ser conectada ao tambor, por meio de uma brida deslizante que faz atrito e permite a tensão da mola sem que isso se rompa quando atingir o limite de sua resistência mecânica.

A duração da corda de um relógio mecânico de pulso dura entre 40 e 50 horas, contudo elas variam conforme a marca, de calibre para calibre.

Relógio a Corda: Como funciona?Relógio a Corda: Como funciona?Relógio a Corda: Como funciona?

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE: