Conheça um pouco mais Sobre Vidros de Relógios



Postado em 16-10-2017 17:25

Sabe aquela peça que protege o mostrador do seu relógio?

Chamamos de “vidro do relógio” a tampa transparente da parte de cima do seu relógio que protege as estruturas do mostrador como também garante a visibilidade necessária para que você acompanhe as funções básicas da peça. A escolha do material é determinada pelo fabricante e influencia no uso e qualidade do seu relógio. Os materiais de uso mais comum são o acrílico, o cristal mineral e a safira.

É comumente chamada de mica, mas não é feita de mica - um grupo de minerais que possui apenas um plano de clivagem e se desenvolvem em folhas e são bastante planos que lembram pedaços de vidro - As micas são os minerais de dureza mais baixa na natureza com nota 1 na escala de dureza de Mohs que vai de 1 a 10. Sendo assim, as micas seriam arranhadas facilmente por qualquer outro material que entrasse em contato com ela, ou seja, não é um material viável para se produzir vidro de relógio.

Os relógios com “vidro” de acrílico, na verdade não são vidros, mas plástico. São baratos, ou seja, barateiam o custo de produção e tem proteção baixa contra arranhões, mas podem ser polidos, mas não indeterminadamente. Eles são leves, transparentes e resistentes à queda, porém eles podem arranhar com mais facilidade. Por esse motivo, o “cristal de acrílico” é normalmente usado em relógios infantis ou digitais diminuindo a preocupação com quebra desse “vidro” caso elas caiam, se batam em algum lugar enquanto brincam.

O material mais comum dos vidros dos relógios do Brasil de marcas como Orient, Technos, Champion, Lince, Seculus entre outras, é o cristal mineral talvez por tornar o valor da peça mais acessível do que com vidro de safira. O cristal mineral possui dureza 7 na escala de Mohs, que é considerada uma dureza boa já que poucos materiais no mundo possuem dureza maior que 7. Elas necessitam de todos os cuidados normais de qualquer outro material como impacto mais forte, queda ou uso em atividades com muito atrito, mas tem uma boa resistência para o dia-a-dia. Em caso de muitos arranhões, o vidro poderá ser substituído por um profissional especializado.

Peças de alta relojoaria normalmente trabalham um mineral nobre chamado coríndon, mais comumente conhecido pelo seu nome comercial: safira. Os vidros de relógio são de safira sintética, feita em laboratório para ter a limpidez necessária para uso nos relógios. A safira  tem uma dureza 9 na escala Mohs, onde o diamante, material mais duro do mundo,  com grau 10 nessa escala, ou seja, a safira só pode ser riscada por diamante. Esse é o motivo pelo qual os relógios com vidro de safira elevam a categoria do relógio.

Os vidros de safira ou cristal mineral permitem uma série de intervenções que podem aumentar muito a beleza dos modelos. Os vidro podem ser abaulados em forma de lentes convexas que dão charme ao relógio. Também podem ser lapidadas criando várias facetas e oferecendo uma beleza adicional ao relógio. O vidro do relógio hoje em dia é muito bem explorado pelas fábricas para adequar todas as peças, em especial o vidro, ao conceito que se pretende contruir no modelo.

                              Relogio-Technos-Feminino-vidro-Crystal-Elegance-2039av-1k-Prata          relogio-technos-feminino-dourado-elegance-vidro-crystal-2035mic4a

Devemos levar em consideração que a dureza é uma propriedade que mede os materiais quanto a resistência a arranhões, todavia eles ainda podem ser quebrados com impacto. Caso precise fazer a troca do vidro do seu relógio, é importante trocar por outro da mesma espessura, pois caso ele seja mais espesso ele pode ficar mais alto que o aro do relógio o que pode implicar numa probabilidade de sofrer novo impacto e quebrar novamente. Não esqueça: a troca do vidro deve ser feita por profissional qualificado para preservar a vedação do seu relógio, ok?

 

VOCÊ TAMBÉM VAI GOSTAR DE: